Fale com um especialista! Contacte-nos
962 108 663

Doenças tratadas com células estaminais

Investigadores científicos estão a trabalhar para desenvolver terapêuticas médicas inovadoras com células estaminais que poderão, eventualmente, ajudar o organismo ao reparar ou substituir células, tecidos e órgãos danificados ou doentes. Para além de serem atualmente utilizadas no tratamento do cancro, perturbações do sangue, do sistema imunitário e do metabolismo, as células estaminais do cordão umbilical estão a ser estudadas como potencial tratamento de problemas graves. Presentemente, para estes problemas, o doente tem de ter acesso às suas próprias células estaminais do cordão umbilical. Embora as células estaminais do cordão umbilical sejam as mais utilizadas nos tratamentos atuais, as células estaminais existentes no tecido umbilical – que são diferentes das encontradas no cordão umbilical – poderão ser tão ou mais preciosas. As células estaminais do cordão umbilical e do tecido umbilical têm demonstrado ter o potencial de curar, e estão a ser atualmente estudadas em ensaios clínicos para fins de tratamento ou terapêuticas. As doenças tratadas incluem:

cells repair organs

Cancros

  • Leucemia aguda
  • Leucemia crónica
  • Tumores sólidos de risco elevado
  • Linfoma de Hodgkin e Não-Hodgkin
  • Síndrome mielodisplásico

Perturbações do sangue

  • Talassemia beta
  • Anemia de Diamond-Blackfan
  • Anemia de Fanconi
  • Anemia aplástica grave
  • Anemia das células falciformes

Perturbações do metabolismo

  • Doença de Krabbe
  • Síndrome de Hurler
  • Leucodistrofia metacromática
  • Síndrome de Sanfilippo

Doenças do sistema imunitário

  • Doença granulomatosa crónica
  • Doenças histiocíticas
  • Deficiência da adesão leucocitária
  • Imunodeficiência combinada grave
  • Síndrome de Wiskott-Aldrich